Level 6 Level 8
Level 7

Datas-7


10 words 0 ignored

Ready to learn       Ready to review

Ignore words

Check the boxes below to ignore/unignore words, then click save at the bottom. Ignored words will never appear in any learning session.

All None

Ignore?
1680
FUNDAÇÃO DA COLÔNIA DE SACRAMENTO, por Manuel Lobo, na margem oriental do Rio da Prata, na tentativa dos portugueses de estabelecer uma cunha de penetração na região e eventualmente conquistar Buenos Aires (26 jan.). A praça-forte, contudo, é logo em seguida atacada pelos espanhóis, que a ocupam militarmente (7 ago.).
1821
Dentro da estratégia portuguesa de controle territorial da Banda Oriental, D. João VI decide consumar a ANEXAÇÃO DA PROVÍNCIA CISPLATINA, como forma de impedir o controle do Prata por um único grande bloco espanhol. A incorporação é reconhecida por um congresso de representantes das terras uruguaias, reunido por Carlos Frederico LECOR (BARÃO DE LAGUNA) (16 jul.), e oficializada por Tratado firmado em Montevidéu (31 jul.).
1822
No CONGRESSO DE VERONA, a FRANÇA obtém o aval da Santa Aliança para INTERVIR NA ESPANHA e restaurar o trono de Fernando VII (out.-dez.). A Grã-Bretanha, que se opôs à medida, irá desligar-se gradualmente de qualquer compromisso com a agenda conservadora da Santa Aliança.
1826
Ao final do CONGRESSO DO PANAMÁ, convocado por Simón Bolívar, os quatro países participantes (Confederação da América Central, Grã-Colômbia, México e Peru) celebram um Tratado de União, Liga e Confederação Perpétua (15 jul.). O Brasil, convidado a participar, chegou a nomear representante (Teodoro José Biancardi), mas não compareceu àquele “Congresso Anfictiônico”, assim como o Chile e as Províncias Unidas do Rio da Prata.
1923
A V Conferência Internacional Americana, em SANTIAGO, é dominada pela discussão da TESE 12 SOBRE A REDUÇÃO DE ARMAMENTOS, vista com reservas pelo Brasil (25 mar.-3 maio). A Conferência aprova, ao final, Tratado para evitar ou prevenir conflitos entre os Estados americanos, o PACTO GONDRA.
1935
GETÚLIO VARGAS REALIZA VIAGEM AO PRATA, com passagem pelo Uruguai e visita bilateral à Argentina, em combinação com o início da Conferência de Paz do Chaco, em Buenos Aires (17 maio-8 jun.). O chanceler Macedo Soares permanece na cidade e, juntamente com seu colega argentino, Saavedra Lamas, participa da mediação junto aos chanceleres da Bolívia e do Paraguai que resulta na assinatura do PROTOCOLO DE PAZ RELATIVO À GUERRA DO CHACO (12 jun.). As hostilidades cessam, mas um tratado de paz e limites definitivo só será concluído em jul. 1938.
1955
A I Conferência Afro-Asiática, em BANDUNG, Indonésia, reúne países do TERCEIRO MUNDO, sob a liderança de Sukarno, Nehru, Tito e Nasser (24 abr.). O neutralismo é uma das bandeiras da Conferência, origem do futuro Movimento dos Não Alinhados.
1966
O Brasil e o Paraguai firmam, em Foz do Iguaçu, a ATA DAS CATARATAS (ou Ata de Iguaçu), relativa às pretensões territoriais recíprocas no Salto das Sete Quedas e ao aproveitamento comum dos recursos hidroelétricos do Rio Paraná (22 jun.). A Ata é o ponto de partida da chamada “DIPLOMACIA DAS CACHOEIRAS” na Bacia do Prata.
2005
Na XXVIII Cúpula do Mercosul, em Assunção, é criado o Fundo de Convergência Estrutural do Mercosul (FOCEM), com vistas a reduzir as assimetrias dentro do bloco (20 jun.).
2008
O Brasil sedia na Costa do Sauípe, na Bahia, a XXXVI Cúpula do Mercosul e Cúpulas extraordinárias da Unasul e do Grupo do Rio, que passa a contar com a participação de Cuba. É criado o Conselho Sul-Americano de Defesa. Na seqüência, realiza-se a I CÚPULA DA AMÉRICA LATINA E CARIBE SOBRE INTEGRAÇÃO E DESENVOLVIMENTO (I CALC), com o objetivo de discutir maior convergência entre os mecanismos regionais e sub-regionais de integração (15-17 dez.). A CALC é a primeira cúpula de todos os 33 países latino-americanos e caribenhos, sem a presença dos EUA ou de potências européias. Em visita de Raúl Castro a Brasília, Lula defende a volta de Cuba à OEA (18 dez.).